Quantificação dos descritores de variedades de soja indicadas para cultivo no Rio Grande do Sul, ano agrícola 2015/2016

Diógenes Cecchin Silveira, Luiz Pedro Bonetti, Thiago José Copetti Cereser, Rocheli Flores Ceccon, Mogar Waihrich Feijó faccioli

Resumen


A soja é a mais importante oleaginosa cultivada no mundo e uma das principais commodities agrícolas do Brasil, onde representa 49% da área plantada no país. É uma leguminosa originária do sudoeste asiático, mais precisamente da China. No Rio Grande do Sul constam em registros que 1900 tenha sido o ano primeiro do seu cultivo, porém a difusão exponencial de sua presença na agricultura gaúcha foi alcançada somente a partir dos não 1960. O presente estudo teve como objetivo determinar a distribuição quantitativa e percentual das características fenológicas predominantes nos genótipos de soja indicados pela pesquisa para cultivo no Rio Grande do Sul, no ano agrícola 2015/2016. De acordo com os dados obtidos no presente estudo, foi possível determinar-se que há uma distribuição diversificada das caraterísticas fenológicas dos genótipos indicados para cultivo no Estado, na safra agrícola tratada. Observou-se ainda que os obtentores de soja na região abrangida pelo presente trabalho vêm buscando cultivares de ciclo médio, com plantas de porte médio e hábito de crescimento indeterminado

Palabras clave


Descritores morfológicos, variedades, melhoramento

Texto completo:

PDF HTML


DOI: http://dx.doi.org/10.15359/prne.15-30.6

Perspectivas Rurales Nueva Época.   ISSN Impreso: 1409-3251.   ISSN Electrónico: 2215-5325.

Sitio Web desarrollado por Área UNAWEB

Adaptación de Open Journal System