O relatório de estágio como difusor de reflexões na graduação: análise e interpretação de dados nos relatórios de estágio do Programa Ler e Escrever

  • Sheila Perina de Souza Universidade de São Paulo
Palabras clave: escrita, formação de professores, estágio, relatório, etnografia

Resumen

Este trabalho insere-se na discussão sobre a escrita e a formação de professores no Brasil. Damos especial atenção a produção escrita feita  no estágio, pois é neste momento que o professor em formação debruça-se sobre a realidade escolar, confronta-a com as teorias aprendidas ao longo do curso e tem a possibilidade de trilhar caminhos próprios, intervindo em direção às mudanças que ele julga necessárias. Temos como principal objetivo analisar e interpretar as escritas de estudantes do curso de pedagogia no relatório de estágio do Programa Ler e Escrever. Questionamos em que medida os registros feitos nos relatórios de estágio configuram-se como dados capazes de gerar reflexões e produzir conhecimento. O foco de nossa atenção não é o que o aluno pesquisador observou, mas a maneira como registra o que ele observou. Teoricamente apoiamo-nos em Barzotto e Eufrásio (2009) que consideram que o relatório de estágio é um importante instrumento para se partir do concreto e chegar a reflexões de cunha teórico. Seguindo esses autores, e como estratégia para que o relatório de estágio tenha um caráter mais científico, sugerimos que o graduando em campo assuma a postura de um pesquisador, e inspire-se nas habilidades que devem ter um etnógrafo na coleta dos dados e no uso do caderno de campo. Observamos nos relatórios de estágio por um lado descrições que não recebem tratamento acadêmico, e por outro coletas de dados que parecem inspirar-se na postura de etnógrafo em sala de aula, mas ainda não apresentam uma análise sólida. Concluímos que para que se produza um relatório de estágio que contribua com a produção de conhecimentos na universidade, e que reflita sobre questões da realidade escolar consideramos a pertinência do uso comprometido do caderno de campo e a coleta de dados inspirada etnografia.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Biografía del autor/a

Sheila Perina de Souza, Universidade de São Paulo

Doutoranda Faculdade de Educação - Universidade de São Paulo

Citas

André, M. (2001). Pesquisa e educação: buscando rigor e qualidade. Cadernos de Pesquisa, 113, 51-64 julho de 2001. Disponível em: .
Barzotto, V. H. & Eufrásio, D. (2001). O relatório de estágio como manifestação do perfil profissional em Letras. Revista de Metodologia do Ensino de Língua Portuguesa. Número 3. Disponível em: .
Parecer CNE/CP 5, de 13 de dezembro de 2005. Disponível em: .
Darsie, M. M. P. & Carvalho, A. M. P. (1996) O início da formação do professor reflexivo. Revista da Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, 22 (2), 90-108.
Ferreiro, E. & Teberosky, A. (1985). Psicogênese da língua escrita. (D. M. Lichtenstein, L. DiMarco e M. Corso, Trad.) Porto Alegre: Artes Médicas.
Mortatti, M. R. L. (2006, abril) História dos métodos de alfabetização no Brasil. Seminário "Alfabetização e Letramento em Debate", Departamento de Políticas de Educação Infantil e Ensino Fundamental da Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação, Brasília.
Nóvoa, A. (1992) Formação de professores e a formação docente. In Professores em formação. Lisboa, Dom Quixote.
Pimenta, S. G. (2002) O estágio na formação de professores: unidade teoria e prática? São Paulo: Cortez.
Pimenta, S. G. & LIMA, M. S. L. (2004) Estágio e docência. São Paulo. Cortez Editora.
Projeto Bolsa Escola Pública e Universidade na alfabetização (2015). Secretaria de Estado de Educação do Estado de São Paulo, São Paulo, Brasil. Disponível em: .
Teixeira Barth, E. (2003) A análise de dados na pesquisa científica. Importância e desafios em estudos organizacionais. Desenvolvimento em Questão, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul Ijuí, Brasil, 1 (2), 177-201.
Publicado
2020-12-16
Cómo citar
de Souza, S. (2020). O relatório de estágio como difusor de reflexões na graduação: análise e interpretação de dados nos relatórios de estágio do Programa Ler e Escrever. Revista Ensayos Pedagógicos, 167-182. https://doi.org/10.15359/rep.esp-20-1.8

Comentarios (ver términos de uso)