PRODUÇÃO DE COMMODITIES, DESMATAMENTO E INSEGURANÇA ALIMENTAR NA AMAZÔNIA BRASILEIRA

  • José de Ribamar Sá Silva Universidade Federal do Maranhão, Brasil.
Palabras clave: Amazônia, Agronegócio, Desmatamento, Produção de alimentos, Insegurança Alimentar.

Resumen

A abertura comercial no Brasil tem implicado significativas alterações na dinâmica socioeconômica da região amazônica, através da expansão da área ocupada pela produção de commodities, tendo impactos diretos na devastação da floresta e na desestruturação dos sistemas locais de produção de alimentos. Assim, agrava-se o risco de insegurança alimentar e nutricional da população, ao se desarticular a produção de alimentos básicos; quebram-se vínculos culturais e altera-se o equilíbrio ambiental. Ampliam-se, pois, os desafios que a serem enfrentados pelo continente latino-americano, contraditoriamente, num contexto histórico em que se manifestam intenções de diversos governos e organismos internacionais, a exemplo da Organização das Nações Unidas, no sentido da promoção das condições de existência no Planeta.

Biografía del autor/a

José de Ribamar Sá Silva, Universidade Federal do Maranhão, Brasil.
Doutor em Políticas Públicas e Mestre em Economia Rural. Professor dos Programas de Pós-Graduação em Políticas Públicas e em Desenvolvimento Socioeconômico. Universidade Federal do Maranhão, Brasil.
Cómo citar
de Ribamar Sá Silva, J. (1). PRODUÇÃO DE COMMODITIES, DESMATAMENTO E INSEGURANÇA ALIMENTAR NA AMAZÔNIA BRASILEIRA. Revista Geográfica De América Central, 2(47E). Recuperado a partir de https://www.revistas.una.ac.cr/index.php/geografica/article/view/2347