SANEAMENTO AMBIENTAL NA RIDE DF E A CONFIGURAÇÃO DOS TERRITÓRIOS DE TENSÃO

  • Fernando Luiz Araújo Sobrinho Universidade de Brasília – Brasil
  • Carlos Frederico de Oliveira Universidade de Brasília
  • Luana M Weyl Universidade de Brasília
  • Tiago Fernandes Rufo Universidade de Brasília
Palabras clave: Saneamento, Direito a Cidade, Territórios de Tensão

Resumen

O presente trabalho aborda a questão do saneamento ambiental nos municípios integrantes da Região Integrada de Desenvolvimento do Entorno do Distrito Federal e a sua configuração espacial. O processo de ocupação territorial dessa região funda-se na implantação da cidade de Brasília que encontra-se sob processo de metropolização. Tal situação é agravada pela forte atração populacional exercida pela oferta de empregos  fez com que surgissem cidades dormitórios ao redor de Brasília. Mesmo que o desenvolvimento econômico se deva em grande parte a essa população, a mesma não é beneficiada pela elevada concentração de renda e índices excelentes de infra-estrutura urbana que não chegam a suas cidades. A pesquisa analisa a questão do saneamento básico enquanto serviço inserido na noção de direito a cidade. A pesquisa resulta na identificação de territórios de tensão em nove municípios caracterizados por forte processo de degradação ambiental, pobreza urbana, violência entre outros problemas.

Biografía del autor

Fernando Luiz Araújo Sobrinho, Universidade de Brasília – Brasil
Geógrafo
Carlos Frederico de Oliveira, Universidade de Brasília

Estudante de Geografia

Luana M Weyl, Universidade de Brasília
Estudante de Geografia
Tiago Fernandes Rufo, Universidade de Brasília
Estudante de Geografia
Cómo citar
Araújo Sobrinho, F. L., Frederico de Oliveira, C., Weyl, L. M., & Fernandes Rufo, T. (1). SANEAMENTO AMBIENTAL NA RIDE DF E A CONFIGURAÇÃO DOS TERRITÓRIOS DE TENSÃO. Revista Geográfica De América Central, 2(47E). Recuperado a partir de https://www.revistas.una.ac.cr/index.php/geografica/article/view/2616