O DISTANCIAMENTO ENTRE O DISCURSO E A REALIDADE: O CASO DA AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM NOS PROJETOS POLÍTICOS PEDAGÓGICOS E NA CONCEPÇÃO DE PROFESSORES DA REDE MUNICIPAL E ESTADUAL DE GOIÂNIA-GO

  • Kamila Santos de Paula Rabelo Universidade Federal de Goiás.
Palabras clave: Avaliação da Aprendizagem, Projeto Político Pedagógico, Ensino de Geografia.

Resumen

A avaliação da aprendizagem está sendo assunto de debates, pesquisas, palestras, livros etc. Está presente no cotidiano e na imaginação de todos os envolvidos na prática escolar. Para alguns ela é penosa, causa medo e aflição, para outros ela é uma “arma” de controle da disciplina e interesse, para outros ainda ela é momento de verificar a aprendizagem e refletir sobre os resultados para assim criar situações que atendam às necessidades dos estudantes e professores. Diante do atual quadro das diferentes concepções do ato de avaliar e ser avaliado, torna-se fundamental prosseguir com os debates e discussões sobre a prática avaliativa, pois acredito que a avaliação escolar é um processo pelo qual se observa, se verifica, se analisa e se interpreta o processo de construção do conhecimento, dando atenção aos dados relevantes, e com o objetivo de tomar decisões em busca de uma aprendizagem efetiva. Essa discussão deve se dar também no âmbito da Geografia escolar. Este artigo refere-se a algumas inquietações advindas de minha dissertação de mestrado. Pois durante as análises de documentos e as entrevistas realizadas como parte da metodologia proposta, percebi que nos Projetos Políticos Pedagógicos das escolas estavam presentes indicações coerentes de como deveria ocorrer à avaliação da aprendizagem, no entanto, quando indagado aos professores sobre essas indicações, a maioria não tinha conhecimento sobre elas. Sendo assim, considero que há uma incoerência, pois eles são um dos responsáveis pela construção do PPP de sua escola e consequentemente deviam saber o que o orientava, ou seja, o que deveria estar nesse projeto são as suas concepções. Nesse sentido, percebeu-se que ainda há uma grande distância entre o que é pensado como sendo ideal, para o que ocorre na realidade dentro das salas de aula.

Biografía del autor/a

Kamila Santos de Paula Rabelo, Universidade Federal de Goiás.
Professora Mestre-Universidade Federal de Goiás.
Cómo citar
de Paula Rabelo, K. (1). O DISTANCIAMENTO ENTRE O DISCURSO E A REALIDADE: O CASO DA AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM NOS PROJETOS POLÍTICOS PEDAGÓGICOS E NA CONCEPÇÃO DE PROFESSORES DA REDE MUNICIPAL E ESTADUAL DE GOIÂNIA-GO. Revista Geográfica De América Central, 2(47E). Recuperado a partir de https://www.revistas.una.ac.cr/index.php/geografica/article/view/2636