A ÁREA CENTRAL DE UBERLÂNDIA-MG FRENTE AO PARADIGMA DAS CIDADES SAUDÁVEIS

  • Lidiane Aparecida Alves Universidade Federal de Uberlândia-UFU.
  • Vitor Ribeiro Filho Universidade Federal de Uberlândia-UFU.
Palabras clave: Área central, Cidades Saudáveis, Uberlândia-MG.

Resumen

Diante da interface entre o acelerado processo de urbanização e a necessidade de concretização das diretrizes de promoção da saúde a fim de assegurar a qualidade de vida, despontam novas concepções de organização das cidades. No presente trabalho são tecidas ponderações sobre as condições ambientais, considerando as dimensões do ambiente físico e social, que podem afetar a saúde na área central da cidade de Uberlândia-MG, uma cidade de porte médio em transição para grande com alto grau de transformações em seu espaço intra-urbano decorrentes dentre outros fatores do contexto em que está inserida. Neste sentido destaca-se como objetivo geral do presente artigo compreender as características da área central de Uberlândia frente ao paradigma das cidades saudáveis. Para alcançar o objetivo proposto foram realizadas pesquisas bibliográficas com o intuito de organizar e compreender os conceitos a serem utilizados, bem como constatações empíricas. Dentre as contribuições geográficas deste artigo destaca-se a importância das pesquisas ligadas a temática da cidade saudável, dada a urgência de mudanças no modo de vida da população, e em contrapartida o papel e o significado representado pela área central no contexto das cidades médias brasileiras.

Biografía del autor

Lidiane Aparecida Alves, Universidade Federal de Uberlândia-UFU.
Universidade Federal de Uberlândia-UFU. Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Geografia do IG. Uberlândia- MG.
Vitor Ribeiro Filho, Universidade Federal de Uberlândia-UFU.
Prof. Dr. do Programa de Pós-Graduação em Geografia do IG. Uberlândia- MG.
Cómo citar
Aparecida Alves, L., & Ribeiro Filho, V. (1). A ÁREA CENTRAL DE UBERLÂNDIA-MG FRENTE AO PARADIGMA DAS CIDADES SAUDÁVEIS. Revista Geográfica De América Central, 2(47E). Recuperado a partir de https://www.revistas.una.ac.cr/index.php/geografica/article/view/2202