A DIVERSIDADE SOCIAL E NATURAL DO CAMPO BRASILEIRO: A EXPERIÊNCIA DO SISTEMA AGROFLORESTAL

  • Maria das Graças de Lima Universidade Estadual de Maringá (UEM).
  • Guilherme Fernandes Vieira Universidade Estadual de Maringá (UEM).
  • Larissa Donato Universidade Estadual de Maringá (UEM).
Palabras clave: Geografia Agrária, Sistema agro-florestal, Desenvolvimento Sustentável.

Resumen

A paisagem e o cenário econômico agrário brasileiro, tem se configurado nos últimos anos em lócus de nossa pesquisa, principalmente na articulação do espaço agrário e sua organização multifacetada, produzida pelo modo de produção capitalista. Diante da grande expressão de estudos que analisavam a mecanização do campo brasileiro, a partir da década de 1960, poucos eram os estudos sobre o cenário agrário que contemplavam outras configurações, principalmente aquelas formas de produção agrícola oriundas da unidade familiar de produção. Resultado de análises regionais realizadas sobre o espaço agrário paranaense e paulista, desenvolvemos nossa pesquisa buscando explicações, a partir da leitura e análise permitida pela geografia regional, de diversas formas de expressão, no espaço agrário paranaense e paulista, da agricultura familiar. Trataremos nesse artigo de uma forma de agricultura familiar denominada de sistema agroflorestal (SAF), que contempla a exploração da terra a partir do desenvolvimento sustentável (vegetação nativa x população). Nosso objetivo é caracterizar geograficamente o sistema agroflorestal, localizado no município de Barra do turvo. O trabalho de campo, as entrevistas com os agrofloresteiros, e a fotografia foram utilizados para registrar e analisar o SAF.

Biografía del autor

Maria das Graças de Lima, Universidade Estadual de Maringá (UEM).

Doutora em Geografia Humana. Professora do Departamento de Geografia da Universidade Estadual de Maringá (UEM). Área de ensino.

Guilherme Fernandes Vieira, Universidade Estadual de Maringá (UEM).
Aluno regular do Programa de Pós-Graduação de Geografia (PGE), da Universidade Estadual de Maringá (UEM).
Larissa Donato, Universidade Estadual de Maringá (UEM).
Aluna regular do curso de Geografia da Universidade Estadual de Maringá (UEM).
Cómo citar
de Lima, M., Fernandes Vieira, G., & Donato, L. (1). A DIVERSIDADE SOCIAL E NATURAL DO CAMPO BRASILEIRO: A EXPERIÊNCIA DO SISTEMA AGROFLORESTAL. Revista Geográfica De América Central, 2(47E). Recuperado a partir de https://www.revistas.una.ac.cr/index.php/geografica/article/view/2441