EMBALAGENS: O QUE FAZER COM ELAS ?

  • Ana Tereza Caceres Cortez Universidade Estadual Paulista, Rio Claro (SP), Brasil.
Palabras clave: embalagens

Resumen

Nos últimos anos os problemas com o descarte de materiais agravaram-se demasiadamente com o advento da chamada “cultura do descartável”, onde os países passaram a seguir os atuais padrões de consumo dos países capitalistas avançados, que dão preferência às embalagens descartáveis por constituírem uma comodidade para os usuários e uma grande fonte de lucro para as empresas. Tais transtornos podem ser resumidos nos altos custos sociais do gerenciamento de resíduos; questões com o saneamento público e contaminação ambiental; escassez das áreas de deposição de resíduos causada pela ocupação e valorização de áreas urbanas. Assim, é importante uma discussão sobre até que ponto o excesso de embalagens e seu descarte prematuro influenciam na degradação do meio ambiente e mais ainda, como a sociedade pode mudar seus hábitos de consumo na direção de uma sociedade mais justa e menos perdulária. Em todas essas reflexões um fato é certo: deve haver uma participação de todos os atores envolvidos em nossa sociedade, com responsabilidade partilhada e implementada de forma individualizada em um primeiro momento, para em seguida, um “agir” conjunto para que as pessoas tenham a noção de comunidade, de união em prol de um mesmo objetivo.

Biografía del autor/a

Ana Tereza Caceres Cortez, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro (SP), Brasil.
Professor Adjunto, Depto de Geografia, IGCE, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro (SP), Brasil.
Cómo citar
Caceres Cortez, A. (1). EMBALAGENS: O QUE FAZER COM ELAS ?. Revista Geográfica De América Central, 2(47E). Recuperado a partir de https://www.revistas.una.ac.cr/index.php/geografica/article/view/2568