UM ESTUDO SOBRE A IDENTIDADE MÍSTICA DE BRASÍLIA – DF

  • Janaína Mourão Freire Universidade Federal de Goiás
  • Dante Flávio da Costa Reis Júnior Universidade de Brasília
Palabras clave: Brasíli, Paisagem Cultural, Fenomenologia

Resumen

Brasília constitui-se de duas vertentes de significado. A primeira, a mostra como cidade moderna e planejada; a segunda, mística, compõe o imaginário de Terra Prometida, destinada a ser o berço da Nova Era. Brasília foi analisada a partir do segundo ponto de vista, dando relevância ao seu valor simbólico. Para tanto, o trabalho utilizou-se da base fenomenológica da Geografia: a Geografia Cultural Humanística. Conceitos como o de Paisagem Cultural, Experiências Íntimas com o Lugar e Espaços Míticos deram base para a análise. Fez-se revisão bibliográfica do tema e realizaram-se entrevistas com místicos, historiadores e membros de instituições religiosas que, de alguma forma, se inserem no imaginário da capital. Brasília, como Terra Prometida, é cidade única e aqui se estudaram os aspectos simbólicos com olhar geográfico, em que as relações do homem com o espaço estão envoltas em intersubjetividade e desconsiderá-las em tal análise seria limitar as formas de compreensão do lugar. Concluiu-se que Brasília não pode ser completamente compreendida sem analisá-la como resultante de um imaginário, constituído por aspectos míticos e místicos e demonstrou-se que os símbolos caracterizam a cidade e dão origem a uma paisagem geográfica singular.

Cómo citar
Mourão Freire, J., & da Costa Reis Júnior, D. (1). UM ESTUDO SOBRE A IDENTIDADE MÍSTICA DE BRASÍLIA – DF. Revista Geográfica De América Central, 2(47E). Recuperado a partir de https://www.revistas.una.ac.cr/index.php/geografica/article/view/2702