DESAFIOS E POSSIBILIDADES PARA TRABALHAR RELEVO NA EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA

  • Alfonso García de la Vega Universidade Autônoma de Madrid
  • Eliana Marta Barbosa de Morais Universidade Federal de Goiás Universidade de São Paulo
Palabras clave: Relevo, Ensino de Geografia, Saberes Pedagógicos do Conteúdo

Resumen

Nesse trabalho apresentamos e discutimos o tratamento do relevo no currículo do ensino básico. A escassa menção curricular e a simplificação das formas do relevo nos livros didáticos, atendendo a critérios altimétricos ou a imagens simples, deixa de lado o conhecimento da gênese e da dinâmica dos processos criadores do relevo. Os conceitos e critérios de classificação das formas do relevo devem constituir a chave dos saberes pedagógicos do conteúdo, de modo que, a questão essencial do processo de ensino e aprendizagem seja como atribuir significados a todos esses conteúdos geográficos. Nossa proposta promove aprendizagens significativas desde o conhecimento dinâmico das formas do relevo, tanto, por relações intrínsecas com as temáticas físico-naturais como pelas interações socioeconômicas e culturais da atividade humana. De fato, esta aprendizagem alcança a sensibilidade e os valores das temáticas físico-naturais e seus processos dinâmicos, que originam situações de risco para as ocupações humanas.

Biografía del autor

Alfonso García de la Vega, Universidade Autônoma de Madrid
Professor do Departamento de Didáticas Específicas da Faculdade de Formação de Professores e Educação da .
Eliana Marta Barbosa de Morais, Universidade Federal de Goiás Universidade de São Paulo
Professora do Instituto de Estudos Socioambientais da  e doutoranda em Geografia Humana, Bolsista Capes.
Cómo citar
García de la Vega, A., & Barbosa de Morais, E. M. (1). DESAFIOS E POSSIBILIDADES PARA TRABALHAR RELEVO NA EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA. Revista Geográfica De América Central, 2(47E). Recuperado a partir de https://www.revistas.una.ac.cr/index.php/geografica/article/view/2752