A REPRESENTAÇÃO E A LINGUAGEM COMO ELEMENTOS DE IN-FORMAÇÃO DA IDENTIDADE CULTURAL RURAL: POR UMA REFLEXÃO PRELIMINAR

  • Arlete Mendes da Silva Universidade Federal de Uberlândia UFU
  • José Santos Rosselvelt Universidade Federal de Uberlândia UFU
Palabras clave: Identidade Rural, Representação. Linguagem

Resumen

Este ensaio representa uma provocação inicial para a tessitura de reflexões acerca do processo construtivo da identidade, sendo ela rural. São categorias importantes nessa análise a representação e a linguagem caipira que, por meio de códigos e signos, remete ao ‘espaço’ e ‘lugar’ rural.  Nosso objetivo é analisar as representações e a linguagem como elementos construtores da cultura e identidade rural nos processos de inserções territoriais (re-territorialização) de comunidades tradicionais no interior goiano e mineiro. A proposta é calcada nas perspectivas teórico-metodológicas da Geografia Cultural. Um olhar sobre as comunidades tradicionais do interior goiano e mineiro, no contexto socioprodutivo da cana – de – açúcar darão visibilidade aos signos, às imagens e às representações que estes sujeitos fazem do seu ‘lugar rural’. Existe uma identidade rural sul – goiana e mineira? Em que medida as representações dos sujeitos rurais contribui para formação de uma identidade rural camponesa? A linguagem caipira ainda é marca da cultura rural goiana e mineira? Tais questões serão compreendidas à luz da Ciência Geográfica em sua perspectiva cultural

Biografía del autor

Arlete Mendes da Silva, Universidade Federal de Uberlândia UFU
Instituto de Geografia
José Santos Rosselvelt, Universidade Federal de Uberlândia UFU
Instituto de Geografia
Cómo citar
Mendes da Silva, A., & Rosselvelt, J. (1). A REPRESENTAÇÃO E A LINGUAGEM COMO ELEMENTOS DE IN-FORMAÇÃO DA IDENTIDADE CULTURAL RURAL: POR UMA REFLEXÃO PRELIMINAR. Revista Geográfica De América Central, 2(47E). Recuperado a partir de https://www.revistas.una.ac.cr/index.php/geografica/article/view/2868