ANÁLISE DOS IMPACTOS SOCIOAMBIENTAIS GERADOS A PARTIR DA INSTALAÇÃO DA FEIRA DE ARTESANATO DA AVENIDA BEIRA-MAR - FORTALEZA, CEARÁ, BRASIL

  • João Paulo Martins Marques Universidade Estadual do Ceará.
  • Brenda da Silveira Wilke Universidade Estadual do Ceará.
  • Fábio Perdigão Vasconcelos Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq.
Palabras clave: Feira de Artesanato, Turismo, Avenida Beira-Mar.

Resumen

A cidade de Fortaleza passou nas últimas quatro décadas por um intenso processo de desenvolvimento econômico, marcado pela rápida inserção da metrópole no mercado global. Primeiramente com a indústria e, a partir de meados de 1980, com o turismo na região costeira. Isso provocou intensas mudanças sociais, econômicas e ambientais na região. A Feira de artesanato da Avenida Beira-Mar se apresenta como um reflexo de todas essas transformações ocorridas no espaço litorâneo da capital cearense. Nas ultimas três décadas, a feira tem gerado impactos adversos como a acumulação de lixo, transtorno no trânsito local, modificação e degradação da paisagem local, e, em contrapartida, tem provocado a geração de empregos diretos e indiretos, elevação de renda, incremento do comércio e consolidação do local como atrativo turístico. O presente trabalho busca fazer um alerta às autoridades a partir da analise dos impactos mencionados, a partir dos princípios de Gestão Integrada da Zona Costeira (GIZC), visando mitigar as problemáticas que envolvem o local, haja vista sua posição estratégica no circuito produtivo da atividade turística.

Biografía del autor

João Paulo Martins Marques, Universidade Estadual do Ceará.
Graduando do curso de Bacharelado em Geografia da Universidade Estadual do Ceará e Bolsista do - Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico – FUNCAP - vinculado ao Laboratório de Gestão Integrada da Zona Costeira- LAGIZC.
Brenda da Silveira Wilke, Universidade Estadual do Ceará.

Graduanda do curso de Bacharelado em Geografia da Universidade Estadual do Ceará e Bolsista do Programa Voluntário de Iniciação Científica – PROVIC - vinculada ao Laboratório de Gestão Integrada da Zona Costeira- LAGIZC.

Fábio Perdigão Vasconcelos, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq.

Pesquisador do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq e Coordenador do Laboratório de Gestão Integrada da Zona Costeira- LAGIZC.

Cómo citar
Martins Marques, J., da Silveira Wilke, B., & Perdigão Vasconcelos, F. (1). ANÁLISE DOS IMPACTOS SOCIOAMBIENTAIS GERADOS A PARTIR DA INSTALAÇÃO DA FEIRA DE ARTESANATO DA AVENIDA BEIRA-MAR - FORTALEZA, CEARÁ, BRASIL. Revista Geográfica De América Central, 2(47E). Recuperado a partir de https://www.revistas.una.ac.cr/index.php/geografica/article/view/2214