A REPRODUÇÃO SOCIAL CAMPESINA NO MUNICÍPIO DE ITABAIANA (SE)

  • Adelli Carla Silva Nascimento Universidade Federal de Sergipe, Brasil.
  • Celso Donizete Locatel Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Brasil.
Palabras clave: Acesso a terra, exploração, estratégias de reprodução.

Resumen

A reprodução social campesina tem sido cada vez mais dificultada pela falta de acesso a terra. Os detentores do capital expropriam os camponeses separando-os dos seus meios de produção e submetendo-os à exploração capitalista do trabalho. Dessa forma o camponês deixa de trabalhar para si, e trabalha para o capital, não vende mais sua produção e sim sua força de trabalho, fragilizando assim a reprodução do campesinato, levando em consideração que para reproduzir-se é fundamental o acesso a terra. Seja pela manutenção do latifúndio como reserva de valor, seja pela expansão das pastagens ou pela modernização no campo, a tendência é uma crescente expropriação seguida de exploração da força de trabalho camponesa. Sendo assim, nesse trabalho tem-se como objetivo compreender as estratégias utilizadas pelos camponeses para garantir a sua reprodução e de sua família no município de Itabaiana (SE). Em busca de um maior embasamento teórico fizemos um levantamento bibliográfico de autores tais como: Kautsky (1980), Shanin (1980), Santos (1978), Martins (1986, 1991), Oliveira (2004), dentre outros. Foram feitas entrevistas junto à comunidade camponesa do município, com o intuito de analisar as questões que se referem às estratégias de reprodução campesina.

Biografía del autor

Adelli Carla Silva Nascimento, Universidade Federal de Sergipe, Brasil.

Especialista em Didática e Metodologia do Ensino Superior, Mestranda em Geografia (NPGEO – UFS), estudante, Universidade Federal de Sergipe, Brasil.

Celso Donizete Locatel, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Brasil.

Doutor em Geografia, Professor, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Brasil.

Cómo citar
Silva Nascimento, A., & Locatel, C. (1). A REPRODUÇÃO SOCIAL CAMPESINA NO MUNICÍPIO DE ITABAIANA (SE). Revista Geográfica De América Central, 2(47E). Recuperado a partir de https://www.revistas.una.ac.cr/index.php/geografica/article/view/2435