A PRECARIZAÇÃO DAS RELAÇÕES DE TRABALHO NO MUNICÍPIO DE ITABAIANA/SE

  • Adelli Carla Silva Nascimento Universidade Federal de Sergipe, Brasil.
  • Raul Marques Neto Universidade Federal de Sergipe, Brasil.
  • Gleise Campos Pinto Santana Universidade Federal de Sergipe, Brasil.
Palabras clave: Reprodução social, re-estruturação, precarização.

Resumen

O processo de desenvolvimento do capitalismo no campo brasileiro é marcado por um profundo antagonismo, a modernização da agricultura serviu para aprofundar as desigualdades existentes no meio rural. Mesmo a agricultura tendo apresentado ganho de produção e tendo contribuído para a dinamização da economia brasileira, isso não levou à diminuição dos problemas sociais no campo. E, a impossibilidade de manter-se neste meio, levou a população rural a buscar outras alternativas de sobrevivência. Entre essas alternativas encontram-se as migrações campo-cidade, que fora estimulada principalmente pela exclusão social e expropriação dos meios de produção do camponês. E diante essa problemática temos como objetivo analisar a reprodução social camponesa ante o desenvolvimento e a re-estruturação do capitalismo no campo, a partir da expansão do trabalho não-agrícola e da precarização das relações de trabalho, no município de Itabaiana (SE), verificando seus reflexos na configuração do espaço rural. Para uma maior compreensão a cerca da temática utilizamos como autores tais como: Antunes (1999), Thomaz Junior (2004), Martins (1991), Singer (1999) dentre outros. Foram feitas entrevistas junto à comunidade camponesa do município, com o intuito de analisar as questões que se referem às estratégias de reprodução campesina e a precarização das relações de trabalho na área.

Biografía del autor

Adelli Carla Silva Nascimento, Universidade Federal de Sergipe, Brasil.
Especialista em Didática e Metodologia do Ensino Superior, Mestranda em Geografia (NPGEO – UFS), estudante, Universidade Federal de Sergipe, Brasil. 
Raul Marques Neto, Universidade Federal de Sergipe, Brasil.

Especialista em Didática e Metodologia do Ensino Superior, estudante, Universidade Federal de Sergipe, Brasil.

Gleise Campos Pinto Santana, Universidade Federal de Sergipe, Brasil.

Mestranda em Geografia (NPGEO – UFS), estudante, Universidade Federal de Sergipe, Brasil.

Cómo citar
Silva Nascimento, A., Marques Neto, R., & Campos Pinto Santana, G. (1). A PRECARIZAÇÃO DAS RELAÇÕES DE TRABALHO NO MUNICÍPIO DE ITABAIANA/SE. Revista Geográfica De América Central, 2(47E). Recuperado a partir de https://www.revistas.una.ac.cr/index.php/geografica/article/view/2439