ATIVIDADE PESQUEIRA NO DISTRITO DE ACUPE (Bahia-Brasil) E AS MUDANÇAS TERRITORIAIS A PARTIR DA INSERÇÃO DA ATIVIDADE DA CARCINICULTURA

  • Kássia Aguiar Norberto Rios Universidade Federal da Bahia
  • Guiomar Inez Germani Universidade Federal da Bahia
Palabras clave: Apropriação da natureza, Produção do espaço, Atividade Pesqueira

Resumen

O presente trabalho busca analisar e compreender como se dá a produção do espaço no Distrito de Acupe, em Santo Amaro (Bahia - Brasil), cuja atividade principal é a pesca artesanal e as principais mudanças ocorridas, a partir da implantação de empreendimentos de cultivo de camarão em viveiro. Na perspectiva de entender o espaço geográfico em sua totalidade, busca-se analisar as contradições da produção do espaço por pescadores artesanais e carcinicultores. Em Acupe, pode-se observar através da relação dos territórios terra e água a materialização das contradições existentes entre os diferentes agentes que se apropriam do espaço.

Biografía del autor

Kássia Aguiar Norberto Rios, Universidade Federal da Bahia
Mestranda em Geografia pela Universidade Federal da Bahia – UFBA (Brasil) e integrante do Projeto GeografAR -  A Geografia dos Assentamentos na Área Rural (UFBA/MGEO/CNPq)

Guiomar Inez Germani, Universidade Federal da Bahia
Profa. Dra. da Universidade Federal da Bahia – UFBA (Brasil) e coordenadora do Projeto GeografAR -  A Geografia dos Assentamentos na Área Rural (UFBA/MGEO/CNPq).
Cómo citar
Norberto Rios, K., & Germani, G. (1). ATIVIDADE PESQUEIRA NO DISTRITO DE ACUPE (Bahia-Brasil) E AS MUDANÇAS TERRITORIAIS A PARTIR DA INSERÇÃO DA ATIVIDADE DA CARCINICULTURA. Revista Geográfica De América Central, 2(47E). Recuperado a partir de https://www.revistas.una.ac.cr/index.php/geografica/article/view/3593