O PAPEL DOS CENTROS URBANOS NA REDE DE LOCALIDADES CENTRAIS FLUMINENSE: CAMPOS DOS GOYTACAZES, MACAÉ E ITAPERUNA – 1966/2007

  • Miguel Angelo Ribeiro Instituto de Geografia - UERJ – Rio de Janeiro.
Palabras clave: localidades centrais, rede urbana, hierarquia urbana, nordeste fluminense, centralidades

Resumen

O presente estudo propõe-se a descrever e analisar as áreas de atuação das cidades fluminenses, principalmente enfatizando Campos dos Goytacazes, Macaé e Itaperuna, ou seja, o conjunto de centros urbanos em sua hierarquia como localidades centrais e suas áreas de atuação, constituindo-se em uma revisão comparativa atualizada entre 1966, quando da realização da primeira pesquisa, até 2007, quando da última desenvolvida no IBGE.

Decorridos mais de 40 anos do primeiro estudo realizado, a presente pesquisa se torna relevante, tendo em vista retratar o novo quadro da rede urbana fluminense.

Fundamentada a pesquisa em uma base teórica calcada na teoria das localidades centrais de Christaller e sua respectiva adaptação a partir de autores, tais como Roberto Lobato Corrêa e Milton Santos, que lançam idéias críticas e renovadoras sobre a referida teoria, a questão central a ser desenvolvida é: como atualmente encontra-se estruturada a rede de localidades centrais na porção Nordeste Fluminense, no que diz respeito à hierarquia e centralidade de seus centros urbanos?

Biografía del autor/a

Miguel Angelo Ribeiro, Instituto de Geografia - UERJ – Rio de Janeiro.
Professor Adjunto – Instituto de Geografia - UERJ – Rio de Janeiro.
Cómo citar
Ribeiro, M. (1). O PAPEL DOS CENTROS URBANOS NA REDE DE LOCALIDADES CENTRAIS FLUMINENSE: CAMPOS DOS GOYTACAZES, MACAÉ E ITAPERUNA – 1966/2007. Revista Geográfica De América Central, 2(47E). Recuperado a partir de https://www.revistas.una.ac.cr/index.php/geografica/article/view/2218