PEQUENA CIDADE EM ÁREAS NÃO METROPOLITANAS DO BRASIL

  • Winston Kleiber de Almeida Bacelar Universidade Federal de Uberlândia. Instituto de Geografia.
Palabras clave: pequena cidade, lugar, Estado, município.

Resumen

O objetivo principal do texto é analisar a situação político-social de pequenas cidades, aquelas com população inferior a 10.000 habitantes, não inseridas no âmbito territorial de áreas metropolitanas. Para tanto a metodologia utilizada foi a de estabelecer como recorte espacial pequenas cidades da mesorregião do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba no estado de Minas Gerais (Brasil). A análise foi realizada a partir de revisão bibliográfica sobre os temas geográficos do urbano, cidade e município. Além disso, foram realizadas entrevistas com gestores públicos (municipais e estaduais), integrantes do ministério público e da sociedade civil. Assim, e a partir dessa análise, defendemos a idéia que os problemas dessas pequenas cidades transcendem o simples binômio: financeiro - ambiental. Ao analisar essas pequenas cidades no Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba, constatamos ser, de fato, a relação de estreiteza entre o poder público e a população, o grande diferencial de relações espaço/territorial e social/populacional de uma pequena cidade. Constitui, essa relação, um verdadeiro “Estado do Bem Estar Social”, resultado da amálgama da lógica lusitana de se administrar o bem público com as novas diretrizes descentralizantes e municipalistas advindas da Constituição Federal do Brasil de 1988.

Biografía del autor/a

Winston Kleiber de Almeida Bacelar, Universidade Federal de Uberlândia. Instituto de Geografia.
Professor Adjunto da Universidade Federal de Uberlândia. Instituto de Geografia. Brasil.
Cómo citar
de Almeida Bacelar, W. (1). PEQUENA CIDADE EM ÁREAS NÃO METROPOLITANAS DO BRASIL. Revista Geográfica De América Central, 2(47E). Recuperado a partir de https://www.revistas.una.ac.cr/index.php/geografica/article/view/2280