CONFIGURAÇÃO DA AGRICULTURA FAMILIAR NO PROJETO JAÍBA EM CINQUENTA ANOS DE EXISTÊNCIA

  • Ana Ivânia Alves-Fonseca Departamento de Geociências da Universidade Estadual de Montes Claros – UNIMONTES.
  • Genilda Alves do Rosário Departamento de Geociências da Universidade Estadual de Montes Claros – UNIMONTES.
  • Lílian Damares Silva de Almeida Geografia da Universidade Estadual de Montes Claros – Unimontes.
  • Leonardo Gomes-Ferreira Geografia da Universidade Estadual de Montes Claro – Unimontes.
Palabras clave: Agricultura Familiar, Projeto Jaíba, Investimento.

Resumen

A atual configuração da agricultura familiar dentro do perímetro do Projeto Jaíba é resultado de uma política desenvolvimentista pensada e implantada sem a participação popular. Tal configuração se apresenta com serias distorções levando o agricultor familiar ao endividamento e uma postura passiva com relação à organização social, ficando assim afastado das instancias decisórias. Este fato foi determinante para uma conjuntura onde o insucesso e o abandono estão presentes ,ainda que uma extraordinária estrutura tenha sido implantada nesta área.

Este trabalho propõe a análise da agricultura familiar no projeto Jaíba a partir de um estudo sobre a atual paisagem da área destinada ao pequeno produtor. Para tanto, utilizamos como metodologia uma revisão bibliográfica, bem como a visita in locus para melhor analisar o projeto e entrevistas semi-estruturadas. Inicialmente foi feito um levantamento histórico da implantação do projeto na região semi-árida do Norte de Minas. Posteriormente, foram feitas comparações entre os dados colhidos em campo por meio de pesquisa qualitativa, com as teorias apresentadas por diversos autores que trabalham nesta linha de pesquisa. Os resultados desta análise já nos permitem algumas conclusões. A pesquisa atualmente encontra-se em andamento.

Biografía del autor

Ana Ivânia Alves-Fonseca, Departamento de Geociências da Universidade Estadual de Montes Claros – UNIMONTES.

Professora Mestre do Departamento de Geociências da Universidade Estadual de Montes Claros – UNIMONTES. Doutoranda pela Universidade Estadual Paulista – UNESP. Bolsista da Fapemig. Coordenadora do Núcleo de Estudos e Pesquisa em Geografia Rural – NEPGER. Membro do Núcleo de Pesquisa Agrário – NEA/Unesp Rio Claro. 

Genilda Alves do Rosário, Departamento de Geociências da Universidade Estadual de Montes Claros – UNIMONTES.

Professora Especialista do Departamento de Geociências da Universidade Estadual de Montes Claros – UNIMONTES. Membro do Núcleo de Estudos e Pesquisa em Geografia Rural – NEPGER.

Lílian Damares Silva de Almeida, Geografia da Universidade Estadual de Montes Claros – Unimontes.

Acadêmica do Curso de Geografia da Universidade Estadual de Montes Claros – Unimontes. Membro do Núcleo de Estudos e Pesquisa em Geografia Rural – NEPGER. Bolsista iniciação cientifica pela Fapemig. Bolsista ICV/CNPq.

Leonardo Gomes-Ferreira, Geografia da Universidade Estadual de Montes Claro – Unimontes.

Acadêmico do Curso de Geografia da Universidade Estadual de Montes Claro – Unimontes.  Membro do Núcleo de Estudos e Pesquisa em Geografia Rural – NEPGER. Bolsista iniciação a extensão - CNPq.

Cómo citar
Alves-Fonseca, A., Alves do Rosário, G., Silva de Almeida, L., & Gomes-Ferreira, L. (1). CONFIGURAÇÃO DA AGRICULTURA FAMILIAR NO PROJETO JAÍBA EM CINQUENTA ANOS DE EXISTÊNCIA. Revista Geográfica De América Central, 2(47E). Recuperado a partir de https://www.revistas.una.ac.cr/index.php/geografica/article/view/2440