TERRITORIALIDADES NO PROCESSO DE CONSERVAÇÃO AMBIENTAL DO CORREDOR DE BIODIVERSIDADE MIRANDA – SERRA DA BODOQUENA, MS, BRASIL

  • Elionete de Castro Garzoni Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – UFMS, Universidade de Franca – UNIFRAN.
  • Sérgio Ricardo Oliveira Martins Universidade de São Paulo – USP Departamento de Geociências da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – UFMS, Campus de Aquidauana.
Palabras clave: Territorialidade, empoderamento, educação ambiental.

Resumen

O presente trabalho busca analisar as territorialidades dos diferentes sujeitos sociais envolvidos no processo de conservação ambiental no Corredor de Biodiversidade Miranda – Serra da Bodoquena, em cinco municípios no Estado de Mato Grosso do Sul, Brasil. Para tanto, foi efetuado acompanhamento de dois anos das atividades de Educação Ambiental do referido projeto, as quais foram embasadas em metodologias participativas, e que envolveram quatro diferentes segmentos assim denominados: “Projeto”, “Poder Público”, “Técnicos” e “Grupos”. Ao final deste período, foram efetuadas entrevistas com um destes segmentos, as quais foram tratadas pela Análise de Conteúdo (BARDIN, 2006), e analisadas as ações concretas de Educação Ambiental realizadas pelos “Grupos” em seus municípios. De posse deste resultado preliminar foi efetuada uma correlação aos conceitos de poder e territorialidade preconizados por Raffestin (1973), buscando espacializá-los no território do Corredor de Biodiversidade. Como resultado percebeu-se que as diferentes posturas dos segmentos sociais participantes podem tanto agregar valor, promovendo efetivo empoderamento comunitário, como comprometer os esforços de conservação ambiental da localidade, a partir de disputas de poder entre os sujeitos envolvidos.

Biografía del autor

Elionete de Castro Garzoni, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – UFMS, Universidade de Franca – UNIFRAN.
Mestre em Geografia pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – UFMS, e acadêmica do curso de Licenciatura em Geografia pela Universidade de Franca – UNIFRAN. Atualmente ocupa o cargo de Coordenadora Setorial de Planejamento Físico Territorial da Prefeitura Municipal de Campinas/SP.
Sérgio Ricardo Oliveira Martins, Universidade de São Paulo – USP Departamento de Geociências da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – UFMS, Campus de Aquidauana.
Doutor em Geografia pela Universidade de São Paulo – USP e Professor Adjunto do Departamento de Geociências da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – UFMS, Campus de Aquidauana.
Cómo citar
de Castro Garzoni, E., & Oliveira Martins, S. (1). TERRITORIALIDADES NO PROCESSO DE CONSERVAÇÃO AMBIENTAL DO CORREDOR DE BIODIVERSIDADE MIRANDA – SERRA DA BODOQUENA, MS, BRASIL. Revista Geográfica De América Central, 2(47E). Recuperado a partir de https://www.revistas.una.ac.cr/index.php/geografica/article/view/2456