“PEQUENAS CENTRAIS HIDROELÉTRICAS”: PODEM GERAR GRANDES IMPACTOS SÓCIO-AMBIENTAIS?

  • Dorival Gonçalves Junior Universidade Federal de Mato Grosso
  • Marcia Oliveira Borges Universidade Federal de Mato Grosso-Brasil.
Palabras clave: pequenas centrais hidrelétricas, fontes alternativas de energia, impactos sócio-ambientais.

Resumen

Em geral as denominadas pequenas centrais hidroelétricas (PCH’s) são consideradas pelos planejadores de energia de estado e privados como fontes alternativas de produção de eletricidade de baixo impacto ao meio ambiente. Também é comum para muitos movimentos ambientalistas opositores das formas tradicionais de instalações e produção de eletricidade – grandes hidroelétricas, termoelétricas a carvão, termonucleares, etc. – colocar as pequenas centrais hidroelétricas como tecnologia de produção de eletricidade “limpa”. O que este artigo pretende colocar em questão é exatamente esta compreensão que nos parece simplificadora de uma realidade muito complexa. Pois, na atualidade a escala de potência instalada nestes empreendimentos, suas dimensões e disposição das estruturas componentes destas instalações, bem como, as instalações de outras PCH’s em uma mesma bacia podem produzir impactos individuais e sinérgicos ao meio sócio-ambiental que colocam a baixo os argumentos dos defensores desse tipo de instalação (pequenas centrais hidroelétricas) como forma de produção de eletricidade de baixo impacto.

Biografía del autor

Dorival Gonçalves Junior, Universidade Federal de Mato Grosso
professor da Universidade Federal de Mato Grosso, atuando nos cursos de Engenharia Elétrica e no mestrado da Geografia, é engenheiro eletricista com mestrado e doutorado em energia pela USP-Brasil.
Marcia Oliveira Borges, Universidade Federal de Mato Grosso-Brasil.

Professora da Rede Estadual de Mato Grosso, atuando no Ensino Médio na disciplina de Geografia, é geógrafa e atualmente está realizando o curso de mestrado de Geografia da Universidade Federal de Mato Grosso-Brasil.

Cómo citar
Gonçalves Junior, D., & Oliveira Borges, M. (1). “PEQUENAS CENTRAIS HIDROELÉTRICAS”: PODEM GERAR GRANDES IMPACTOS SÓCIO-AMBIENTAIS?. Revista Geográfica De América Central, 2(47E). Recuperado a partir de https://www.revistas.una.ac.cr/index.php/geografica/article/view/2559