ACAMART: AUTOGESTÃO E PARTICIPAÇÃO NA CADEIA PRODUTIVA. É POSSÍVEL?

  • Frederico Gambardella de Moraes Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho”. Campus de Presidente Prudente, São Paulo
Palabras clave: Catadores, Autogestão, Economia solidária, Associação

Resumen

Neste trabalho analisaremos a estrutura e a organização da Associação dos Catadores de Recicláveis de Martinopólis – São Paulo -Brasil, (ACAMART), formada por ex-catadores de rua e ex-desempregados, e que está localizada no município de Martinopólis, Estado de São Paulo. Analisaremos também a inserção dessa associação a nível regional em uma possível cadeia produtiva baseada na economia solidária. Objetivamos compreender os processos no decorrer dos trabalhos para entendermos distintamente as condições de melhoria adquiridas (internas e externas) em relação à cadeia produtiva junto a outras associações e cooperativas, possibilitando melhores preços para venda dos materiais recicláveis. Após acompanhamento junto aos associados e seus procedimentos de labor, revisitamos o histórico da associação para (através de registros anteriores) verificar o crescimento do empreendimento (quantitativo e qualitativo) a nível local e compará–los a nível regional. Após constatação de dados apresentados, foram elaboradas análises voltadas ao fortalecimento das estratégias para geração de renda e desenvolvimento econômico e sustentável como: comercialização, consumo e finanças solidárias, além de estratégias colaborativas na organização dos segmentos, baseados na autogestão, para que os mesmos consigam sobressair no mercado.

Biografía del autor/a

Frederico Gambardella de Moraes, Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho”. Campus de Presidente Prudente, São Paulo
Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho”. Campus de Presidente Prudente, São Paulo, Brasil.
Cómo citar
Gambardella de Moraes, F. (1). ACAMART: AUTOGESTÃO E PARTICIPAÇÃO NA CADEIA PRODUTIVA. É POSSÍVEL?. Revista Geográfica De América Central, 2(47E). Recuperado a partir de https://www.revistas.una.ac.cr/index.php/geografica/article/view/3166