A FORMAÇÃO SOCIOESPACIAL DO ESTADO DE SANTA CATARINA, BRASIL

  • Joel José de Souza Universidade Federal de Santa Catarina/UFSC
  • Maycon Neykiel Bastos Universidade Federal de Santa Catarina/UFSC
Palabras clave: Formação socioespacial, Produção industrial, Dinâmica econômica

Resumen

A discussão proposta por este artigo tem como base teórico-metodológica aportes que permitem uma inter-relação entre a dinâmica econômica e geográfica. Para o conjunto do trabalho proposto, o primeiro aporte teórico refere-se à categoria de formação socioespacial, tanto em escala nacional (Milton Santos), como em escala regional (Armen Mamigonian), isso, dentro do ponto de vista geográfico, cuja referência teórica é a Formação Econômica Social (Marx). Portanto, este trabalho tem como objetivo demonstrar a organização socioespacial do território catarinense, descrevendo as diferenças internas de formação e composição desta realidade, na conjuntura atual, através de exemplos da dinâmica industrial de cada região do Estado, diferenciado as áreas de pequena produção mercantil das áreas de formação latifundiária (maior e menor dinâmica econômica, respectivamente).

Biografía del autor

Joel José de Souza, Universidade Federal de Santa Catarina/UFSC
Doutorando em Geografía.

Maycon Neykiel Bastos, Universidade Federal de Santa Catarina/UFSC
Mestre em Geografía.
Cómo citar
de Souza, J., & Neykiel Bastos, M. (1). A FORMAÇÃO SOCIOESPACIAL DO ESTADO DE SANTA CATARINA, BRASIL. Revista Geográfica De América Central, 2(47E). Recuperado a partir de https://www.revistas.una.ac.cr/index.php/geografica/article/view/3172